Últimos assuntos
» Registro de Avatares Femininos
Seg Dez 19, 2016 3:26 pm por Florence S. Langorgen

» @jujuba_constantine
Sab Dez 17, 2016 4:23 pm por Juliet L. Constantine

» Personagens Especiais
Qui Dez 15, 2016 11:33 pm por Zoé

» Mini-Trama
Qui Dez 15, 2016 11:32 pm por Zoé

» Template Padrão Éton e St. Stephen
Qui Dez 15, 2016 10:39 pm por Zoé

» Tutorial de Aula
Qui Dez 15, 2016 10:38 pm por Zoé

» Tutorial
Qui Dez 15, 2016 10:34 pm por Zoé

» Registro de Avatares Masculinos
Ter Nov 29, 2016 11:48 pm por Big Apple

» @NinaClarke
Seg Nov 14, 2016 8:38 pm por Nina K. Clarke

Irmãos
Parceiros
Parceiros 00 de 45


Créditos del Foro
» Skin obtenido de Captain Knows Best creado por Neeve, gracias a los aportes y tutoriales de Hardrock, Glintz y Asistencia Foroactivo.
» Demás Créditos del Foro.

Sala de estar

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Sala de estar

Mensagem por Claire Ward Lawrence em Qui Abr 21, 2016 10:59 am

Sala de estar
Térreo
DESCRIÇÃO DO CÔMODO
Templante By: O Tempo @ Zoé RPG
Diretora S. S.
Ver perfil do usuário
Mensagens :
29

Família :
Ward Lawrence

Dinheiro :
53

Localização :
Manhattan

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala de estar

Mensagem por Scarlett K. Constantine em Sex Maio 27, 2016 9:01 pm

Lawrence's Home

Tentava me segurar, mas acabo gritando depois que o carro tromba em mais um obstáculo, desta vez um cesto de lixo - AH, KATRINA! Pelo amor de Deus, devagar.- Não sabia por que raios havia deixado minha sobrinha dirigir meu carro até a casa de Celeste, mas cá estava eu morrendo de medo com uma mão na porta do carro e a outra no banco, encarando a jovem - Mais cuidado na próxima, certo? - Respiro fundo para me acalmar e abro a porta do carro, descendo e arrumando minha camiseta de seda branca que estava vestindo.

Era uma bela tarde de domingo, e fazia tempo que não via a mulher, então por que não fazer aquilo hoje? Claro, ela sabia que eu estava indo para sua casa e levava junto minha sobrinha já que Jennifer tinha saído com as amiguinhas - Sabe, Celeste tem uma filha na sua idade, acho. - Sorrio para Kat, e reviro os olhos ao ver que a morena não desgrudava o olhar da tela de seu celular. Coisa típica dos adolescentes de hoje. Depois de trancar o carro, ando depressa até a porta da frente e toco a campainha, logo sendo recepcionada por minha amiga - Ah, querida! Quanto tempo, hein! - A mulher permanecia com a mesma beleza de sempre, sendo que os sinais da idade ainda não a afetavam.

Ao ser convidada eu entro em sua casa, observando a decoração e tudo, já que era a primeira vez que entrava ali - Que linda casa... - Comento, sentando-me no sofá, e Katrina se senta ao meu lado - Ah, essa é minha sobrinha mais nova, Katrina. Kat, esta é Celeste. - A garota tira os olhos do Celular por alguns poucos segundos apenas para olhar para a loira e logo volta ao que estava fazendo, coisa que me faz revirar os olhos - Dá pra sair dessa coisa pelo menos uma vez, hein? - Balanço a cabeça negativamente, olhando para Celeste como que se estivesse pedindo desculpas por esse ato da garota.
Mila / MKD
Adultos
Ver perfil do usuário
Mensagens :
21

Dinheiro :
57

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala de estar

Mensagem por Celeste W. Lawrence em Sab Maio 28, 2016 12:03 am

Olho mais uma vez para a sala de casa em busca de desorganizações e não encontro nada, perfeito. Scar viria até em casa naquela tarde tranquila de domingo, e como sempre eu seria a anfitriã perfeita. Não demora para que a campainha toque, e imediatamente me aproximo da porta, a abrindo - Scarlett! Pois é, não te vejo há uns bons meses.- Retribuo seu abraço - Por favor, entre. - Atrás dela uma jovem entra, e pelo seu jeito logo julgo ser sua filha ou alguma das sobrinhas: Não lembrava qual das duas é que viria.

- Por favor, fiquem a vontade. - Sorrio, e logo Scar revela que aquela era sua sobrinha. A menina olha para mim por poucos degundos, mas não ligo para sua atitude, estava acostumada com aquilo - Ah tudo bem, Scar. Minha filha também faz isso. - Sorrio, olhando para as escadas - Aliás, ela deveria estar aqui... MARGOT, DESCE AQUI! - Grito, logo voltando minha atenção para Scar e Katrina, que tirara os olhos do celular. Agora que olhava melhor para a jovem ali presente, pensava que já havia a visto em algum lugar, mas poderia ser apenas impressão.
Ver perfil do usuário
Mensagens :
4

Família :
Lawrence

Dinheiro :
8

Localização :
Midtown

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala de estar

Mensagem por Margot L. Woodland em Sab Maio 28, 2016 10:28 am

☾ reencontro ☽
And if you're listening: I miss you, and if you hear me now: I need you, where did you go cause you're not gone, everyone knows that something is wrong, the wires were cut and I'm alone




Me olho mais uma vez no espelho, avaliando se estava apresentável para a visita que viria daqui a pouco, sei que é só mais uma amiga de minha mãe, mas ela disse que a visita viria acompanhada de sua filha ou sobrinha, por mim tudo bem eu adoro crianças... Minha mãe havia feito eu arrumar meu quarto todo, que não estava lá essas coisas mas também não estava tão bagunçado, é que dona Celeste é maníaca por limpeza e organização, também aproveitei pra organizar minhas roupas, acabei achando peças que eu nem sabia que tinha, preciso arrumar mais vezes, vai que isso é um portal de roupas infinitas, só não sei se esse portal acompanha as tendências porque achei coisas que eram bem antigas...

Ouço vozes vindo da sala, deve ser a vista que minha mãe tanto esperava, porém não ouço voz de criança, na verdade não tem barulho nenhum senão o da conversa entre minha mãe e sua amiga, ótimo, a criança deve ser um anjinho. Logo minha mãe grita para que eu desça, desnecessário pois não sou surda, mas se não fosse gritos eu teria que correr por que mamis poderia estar morrendo. – JÁ ESTOU INDO MÃE! – Grito de volta enquanto saio correndo do quarto, quando chego a escada vejo uma mulher loira, que eu gostei da roupa dela, e uma garota de cabelos escuros que estava bem concentrada no celular. A garota tira os olhos do aparelho e olha para mim que já tinha chegado a sala, na mesma hora eu fiquei paralisada, completamente sem ação, queria correr e abraçar a garota e ao mesmo tempo gritar e pular em cima dela. – AI. MEU. DEUS. KAT – É, gritar foi a primeira coisa que eu consegui fazer, saio correndo e pulo em cima da minha melhor  amiga para abraça-la, deixando minha mãe e a Loira sem intender nada – Estava com saudades, sua maluca. – tentei segurar o choro mais não deu, nunca mais vou desgrudar dessa garota.




I'm gonna run so fast till I can't breathe, come along and follow me, let's make some noise we never did before





_________________
Last friday night, yeah we danced on tabletops, and we took too many shots, think we kissed but I forgot - Elijah <3

Thank's Lyra' @CUPCAKEGRAPHICS
Colégio Eton
Ver perfil do usuário
Mensagens :
16

Dinheiro :
23

Localização :
Em algum lugar da Terra :3

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala de estar

Mensagem por Katrina G. Constantine em Sab Maio 28, 2016 1:44 pm

Miga, sua lokaEra até engraçado ver a reação da tia Letty quando eu estava dirigindo seu carro, eu me segurava muito pra não rir - Ah relaxa, tia.- Tentai acalmá-la, mas posso dizer que não deu muito certo - Okeeeeey. Tomarei cuidado. - Desligo o carro e pego meu celular, trancando a porta e colocando a chave no bolso enquanto seguia tia Scar e mexendo em meu celular ao mesmo tempo. Na verdade eu estava sem nada pra fazer e só por isso estava acompanhando minha tia até lá, mas já estava me arrependendo daquela decisão.

Encosto na parede perto da porta enquanto a porta é aberta, mas estava concentrada demais em meu jogo para olhar para nossa anfitriã. Quando elas finalmente entram eu sigo minha tia, e sem desviar os olhos da tela eu me sento esparramada como sempre no sofá já que as mulheres deveriam estar concentradas na conversa. No mínimo a mulher da casa deveria estar olhando estranho para mim, esse ser estranho que entrou na casa acompanhada da tia Scar vestindo uma calça preta, camiseta na mesma cor, allstar já bem usado e maquiagem escura demais para o dia, look pra lá de diferente para uma tarde ensolarada de domingo mas eu não estava nem ligando, não era de seguir todas as tendências de moda.

Ouço meu nome, e imediatamente arrumo minha postura, olhando para a dona da casa ali - que observando melhor não me era tão estranha assim - Eai. - Falo apenas isso e volto para meu joguinho, ignorando completamente a frase crítica de minha tia. A tal de Celeste então começa a gritar um nome, provavelmente de sua filha e aquilo me faz sentir uma dor no coração, pois aquele nome lembrava-me alguém muito especial, minha melhor amiga. Infelizmente depois da morte de meus pais eu havia me mudado aqui para Manhattan, e Margs havia ficado com a mãe dela em Winchester, e acabamos perdendo contato por que minha cuidadosa pessoa havia perdido o celular e a agenda em que o numero de Margs estava anotado, e agora eu já não tinha notícias da loira.

Respiro fundo e volto ao jogo, mas novamente sou distraída quando a tal Margot desce as escadas. De início penso que estava imaginando coisas, tanto que arregalo mais os olhos pra ver se não era mais uma palhaçada que meu cérebro estava aprontando comigo. Não era. Levanto-me do sofá em um pulo, até deixando meu celular novo cair no chão - Margs? - Falo tão baixo, quase sem voz, e depois meu sorriso se alarga, quase tão grande quanto minha cara - Mah... Ma- MARGOOOOÔ! MIGA, SUA LOUCA! - Abro meus braços quando a loira vem correndo em minha direção e quase sou esmagada em seu abraço e seu pulo, tento que fazer muita força pra não cair no chão com o peso daquela baleia.

Basta ela falar que estava com saudades para que eu caia no choro igual a ela, as palavras não saindo de meus lábios - Ah eu também, loira de araque. - Falo já brincando, mas sem soltar do abraço da garota. Eu estava tremendo, meus olhos pareciam duas torneiras abertas, estava com o cabelo da menina todo na minha cara e meu coração parecia estar tendo um ataque, mas aquilo tudo era de felicidade, não me incomodava com nada. Quando finalmente consigo respirar um pouco, olho para a minha amiga, sorrindo mesmo sabendo que agora minha cara devia estar toda manchada de rímel e sombra preta - E você tá morando tipo, aqui, em Manhattan agora. POR FAVOR, diz que não é um sonho. - Respiro fundo para me acalmar, e seguro as mãos da menina - Juro que se perdermos contato de novo, eu te acho e quebro a tua cara. - Estava feliz demais para dizer algo muito sentimental, e sei que dissesse, ficaria EXTREMAMENTE diabético, portanto meu jeito de sempre tinha que tomar conta agora.
© 2981 12289 0

_________________
Katrina Goulart Constantine

campanha (click)
Colégio Eton
Ver perfil do usuário
Mensagens :
18

Família :
Constantine e Goulart (Law. Wood. de consideração)

Dinheiro :
30

Localização :
No cantinho da diciplina

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala de estar

Mensagem por Scarlett K. Constantine em Ter Jun 07, 2016 8:45 pm

Lawrence's Home

Encolho-me diante do grito de Celeste a chamar pela filha, e poucos segundos depois uma vez responde, vinda de uma jovem loira. Com o canto dos olhos percebo a atenção de minha sobrinha se desviar do celular, olhando para a filha de Celeste - Uma moça loira como a mãe, e da idade de minha sobrinha ali presente. Fico sem entender nada quando as duas gritam e se abraçam, e olho pra Celeste, tentando falar alguma coisa - Hum... Vocês se conhecem? - Pergunto, sem querer atrapalhar aquele momento das duas. Bem, deviam se conhecer sim, para reagirem de tal modo, correndo, se abraçando e rindo feito loucas.
Mila / MKD
Adultos
Ver perfil do usuário
Mensagens :
21

Dinheiro :
57

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala de estar

Mensagem por Celeste W. Lawrence em Ter Jun 07, 2016 10:30 pm

Graças a algum milagre minha filha me obedeceu na hora, o que era raro. Assim que ela chega a sala e olha pra Katrina, Margot sai correndo como uma louca coisa que era mesmo e abraça a morena, só então me lembro que sim, conhecia ela - É a filha da Kiera e do Adolf! Sabia que esse rosto me era familiar. - Lembro que as duas eram amigas há muito tempo, antes de nos mudarmos. Lembro até que por um curto período de tempo as duas haviam morados juntas, até que eu resolvi me mudar aqui para Manhattan. Lembro perfeitamente também das broncas que já dei nas duas, e no drama que minha filha fez para não se mudar e continuar perto da outra - Digamos que elas são melhores amigas, Scar. - Sorrio, vendo a bela cena que acontecia em minha frente. Como toda mãe, eu estava feliz de ver Margot tão animada, apesar de saber que ela poderia ter companhia melhor que Katrina que arrasta ela pras balada.
Ver perfil do usuário
Mensagens :
4

Família :
Lawrence

Dinheiro :
8

Localização :
Midtown

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala de estar

Mensagem por Margot L. Woodland em Seg Jun 13, 2016 7:23 pm

☾ reencontro ☽
And if you're listening: I miss you, and if you hear me now: I need you, where did you go cause you're not gone, everyone knows that something is wrong, the wires were cut and I'm alone




Nos afastamos um pouco para poder se olhar e respirar, já que eu quase sufoquei Kat com todo o meu cabelo. Depois de tomar um pouco de fôlego, as palavras iam voltando e já conseguia responder a pergunta da Kat. – Estou sim – Sorrio com o comentário que ela faz em seguida, Katrina e seu jeito doce de demonstrar afeto... – Eu te ajudaria se isso acontecesse – Não consigo acreditar que depois de tanto tempo afastadas, eu veria kat assim, aqui bem na minha frente, juro que se eu pudesse guardava ela em um potinho pra nunca mais perder de vista, ela é pequena, caberia  muito bem em uma caixinha que eu tenho guardada...

Minha mãe explica a Loira que acompanhava Kat o que estava acontecendo, acho que ignoramos o fato de haver mais pessoas na sala. Me viro para as duas mulheres na sala, que já estavam olhando para nós, e com um grande sorriso digo – Me desculpe, mas eu vou roubar sua sobrinha, minha melhor amiga, um pouco. Na verdade não sei se vou devolver... – puxo katrina pelo braço e vamos até meu quarto. Chegando no cômodo, nós sentamos na cama e eu paro pra encarar a morena – Ainda não consigo acreditar que você está aqui... Você está ótima apesar de toda essa maquiagem borrada.- Tombo a cabeça para o lado pensando em varias coisas ao mesmo tempo – Kat eu estava pensando, ficamos muito tempo separadas, temos muita coisa pra fazer. – precisamos voltar a nossa antiga rotina, fazer bagunça já estava me fazendo falta.





I'm gonna run so fast till I can't breathe, come along and follow me, let's make some noise we never did before





_________________
Last friday night, yeah we danced on tabletops, and we took too many shots, think we kissed but I forgot - Elijah <3

Thank's Lyra' @CUPCAKEGRAPHICS
Colégio Eton
Ver perfil do usuário
Mensagens :
16

Dinheiro :
23

Localização :
Em algum lugar da Terra :3

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala de estar

Mensagem por Margot L. Woodland em Seg Jul 18, 2016 5:04 pm

☾ Encontro ☽
Roupa:Aqui  
And if you're listening: I miss you, and if you hear me now: I need you, where did you go cause you're not gone, everyone knows that something is wrong, the wires were cut and I'm alone




Já era tarde quando Elijah me mandou mensagem combinando de sair, meu estômago encheu de borboletas na mesma hora, não via a hora de um segundo encontro.  Depois de um demorado banho vou para o meu quarto em busca de algo pra vestir, ainda de toalha e com o cabelo preso e em coque alto, começo a tirar varias peças de roupas e jogar sobre a cama. Com uma pilha de roupas espalhadas pelo quarto, começo a andar e um lado para o outro preocupada com que usar, mesmo com tantas peças não consigo escolher nada para usar. Já cansada de tanto procurar, me sento em um espaço livre da cama para descansar um pouco, e é quando vejo uma pequena moldura com foto da Britney sobre o criado mudo, me ajoelho sobre o criado mudo e cruzo os dedos, fazendo um pedido para minha diva - Brit do meu coração, me ajuda aí vai... É a ultima vez que te peço alguma coisa essa semana. – Abro os olhos em busca de algum sinal de ajuda e então vejo que não tirei todas as peças para a do guarda roupas, ainda restava uma. Rapidamente me levanto e vou até o armário verificar a peça que restou, era o que eu precisava, me viro para olhar para a moldura novamente – Valeu Britney! – Sorriso para a foto, como se pudesse me ver e ouvir...

Quando finalmente termino de me arrumar, pego meu celular para ver se tinha mais alguma mensagem do Elijah, mas não encontro nada, então vou para afrente da penteadeira dar mais uma conferida na cabeleira e ouço uma buzina de carro vindo e fora – Deve ser ele... – falo para mim mesma. Vou para a janela e vejo seu carro estacionado em frente a casa. Com um sorriso bobo na cara, pego minha bolsa e cuidadosamente desço as escadas, fazendo o mínimo de barulho para evitar que alguém me veja saindo.

Me a próximo da janela do carro para ver se não era outra pessoa com o carro idêntico ao do Elijah, que estacionou alí por engano ou sei lá o que, e depois ter certeza que era ele entro no carro.– Oi! – falo sorrindo. Agora  fui me dar conta que não perguntei aonde seria levada, preciso perder esse hábito ou vou ser sequestrada qualquer dia desses...





I'm gonna run so fast till I can't breathe, come along and follow me, let's make some noise we never did before



_________________
Last friday night, yeah we danced on tabletops, and we took too many shots, think we kissed but I forgot - Elijah <3

Thank's Lyra' @CUPCAKEGRAPHICS
Colégio Eton
Ver perfil do usuário
Mensagens :
16

Dinheiro :
23

Localização :
Em algum lugar da Terra :3

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala de estar

Mensagem por Elijah S. Smith em Seg Nov 14, 2016 4:43 pm

  Tudo tem uma hora para acontecer

Eu havia me arrumado como se tivesse indo para uma festa, porém não iria sozinho. Já era tarde da noite quando chamei Margot, aproveitando que ela tinha me dado seu número e que eu estava conseguindo mexer com ela da mesma forma que ela o fizera comigo. Meu mundo havia virado de cabeça pra baixo e lá estava ela pra vir junto numa jornada ao mais profundo de ambos.

O que eu sinto por ela era algo que nem mesmo as minhas ex's conseguiram, me deixando um pouco bobo, mas conseguindo disfarçar na frente dela. Assim que cheguei em sua porta, não demorou muito para que ela descesse já pronta para a festa. Em um dos bares da cidade, estava tendo uma boa festa e eu não perderia por nada estando acompanhado dela. Ela quebrou o silêncio com o seu oi entusiasmado, mas, percebendo que ela não havia perguntado para onde iríamos, fui calmamente e vendo uma vaga próxima ao parque, onde fora nosso primeiro encontro, estacionei ali e falei. - Hoje iremos a uma festa em um bar aqui perto... Mas primeiro.... - Mal terminei de falar, dei-lhe um beijo apaixonado, mostrando que eu estava com certa saudade dela. Eu queria ela pra mim, mas eu sabia esperar... Ela era especial e eu não queria estragar isso por causa de uma noite que "fui apressado ao pote".

Mantive aquele beijo por mais alguns instantes até que separamos, ambos, por falta de ar, mas deixando nossas testas coladas e nossos lábios ainda próximos. Eu segurava em seu pescoço, por baixo de seu cabelo, sabendo que ela era minha e eu dela, mesmo que não oficializados com palavras ou uma aliança em nossos dedos. Ofegante, dei um sorriso e lhe disse baixinho. - Eu mal podia esperar por você.... Minha louquinha... - Com um sorriso em meus lábios, dei-lhe selinhos e, antes que ela pudesse responder algo, seja lá o que fosse, voltei com o beijo de antes, sem deixar dúvidas sobre os meus sentimentos sobre ela.

Saímos depois de uns 5 a 10 minutos naquele carro, indo em direção a festa a pé, para aproveitarmos a vista do céu estrelado e da lua cheia brilhando tão intensamente. Era dia da superlua, ou seja, ela estaria maior e mais radiante que o comum e eu, certamente, iria usar isso a meu favor. Ela estava um pouco tímida até que eu coloquei em minha fronte, abraçando-a por trás, e, em seu ouvido, sussurrei. - Solte-se... Essa noite será só eu e você naquela festa. - Voltamos a caminhar, porém daquele mesmo jeitinho que estávamos... Eu abraçando-a por trás e depositando alguns beijos em seu pescoço, enquanto íamos em direção aquele bar que já estava na festa e luzes escapavam daquele ambiente, ajudando na iluminação do local.

Elijah S. Smith – Família Stavros – Família Smith

▲BY LOONY!


_________________
Universitário
Ver perfil do usuário
Mensagens :
11

Família :
Stavros/Smith

Dinheiro :
13

Localização :
Manhattan-NY

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala de estar

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 9:18 am

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum